O inglês é considerado a língua universal, porém muitos estudantes têm dificuldade em estudá-lo. Alguns alunos simplesmente não sabem por onde começar. Gramática, tradução, conversação e interpretação são tópicos importantes no aprendizado, não só do inglês, mas também, de muitos outros idiomas. Na verdade, é a união desses quatro temas que fará com que o aluno domine de uma certa forma a língua inglesa.

* A gramática permitirá que o aluno comece a organizar as idéias e a construir frases.

* A conversação dará ao aluno mais confiança, além de melhorar a pronúncia.

* Ao construir e interpretar textos, os alunos poderão aplicar todo o conhecimento da língua.

Claro que para um bom resultado é preciso que o aluno tenha realmente um interesse e empenho nos estudos. A língua inglesa é repleta de “pegadinhas” e gírias e existem dicionários especializados para a compreensão do idioma. Na internet, esses dicionários somente de gírias e expressões urbanas são conhecidos como “Slang Dictionaries” e são de extrema importância para o conhecimento geral da língua. Para quem trabalha com tradução, esses dicionários (virtuais ou não) são essenciais para o sucesso no trabalho. Fora as gírias e expressões, a gramática inglesa também possui um grande número de palavras que nos confundem na hora de aprender. Como por exemplo, podemos citar os chamados False Friends (palavras que nos confundem quanto à tradução, pois parecem uma coisa, mas são outra). Ex: “Parents” não é “parentes”, e sim “pais”. My parents: meus pais. Outros exemplos – Actually: realmente – Contest: concurso – Fabric: tecido – Support: apoiar – Realize: compreender – Pretend: fingir Outro ponto importante é o estudo das famosas phrasal verbs, que são preposições que se unem a verbos para formar um significado. – To look after: cuidar – To make believe: fingir – To put by: desviar – To look forward to: esperar ansiosamente – To come about: acontecer Assim como os slang dictionaries, existem um número grande de dicionários virtuais somente de phrasal verbs. Claro que qualquer aprendizado lento, mas aos poucos o aluno dedicado começará a se familiarizar com a língua inglesa (ou com qualquer outro assunto que lhe interesse) e ficará mais confiante e como conseqüência vai querer aprender cada vez mais.